To Be or Not!…

Noite de 26/07/2014

Um tipo anda na rua, sózinho, caminha, vê e … pensa.

Hoje regressava a casa, depois de jantar, já com muitos quilómetros de caminhada em cima, o que nesta cidade é fácil sem nos darmos quase conta.

Tinha uma sessão de fotos de uma tarde inteira em cima para a série “As Fotógrafas”, daquelas de que toda a malta pensa que é a “santa vida do fotografo” e se fazem sem “suar”, e acumulara mais umas dezenas de imagens no percurso, porque os motivos para elas sobejam.

Na minha rua, já deserta, vem-me de repente à ideia esta fotografia de uma capa da SÁBADO, que tinha feito para os meus “diários”, não sei exactamente quando.

A frase do Miguel Sousa Tavares que servia de título “falou” comigo na altura e registei a imagem.

E hoje, com o dia a terminar, apeteceu-me escrever sobre ela.

Na caminhada que fizera, antes e depois de mais um jantar de viajante solitário, olhos, cérebro, e ouvidos, foram-se enchendo de coisas.

Esculturas fabulosas, personagens de rua para vários filmes possíveis, música, barulho, arquitectura extraordinária, entre moderna e antiga, espectáculos na rua noite dentro. Um “sem fim” para contar.

Para quem como eu vive do “olhar”, trazia comigo mais uma imensidão de informação para processar, e uma recolha de centenas mais de imagens para o arquivo. Escolha e reflexão ficam em espera. O costume.

Muitas falhadas obviamente, mas sempre a expectativa de ter acertado algumas.

Porque, entre “ver” a imagem boa e conseguir concretizá-la, vai uma distância grande.

Para além desta foto da SÁBADO, vem-me também ao pensamento um comentário de ontem a uma das minhas fotos, feito por uma mexicana e, algo pessimista, sobre o “seu pais”, aquele em que agora estou.

Mas eu não sou mexicano, vejo-o certamente de outra forma, com outro distanciamento.

Vieram também, todas as reflexões e avisos dos amigos sobre os perigos e o disparate de escolher este pais, quando anunciei a minha decisão México.

E foi esse “mas” que me conduziu à frase do MST e à lembrança da existência desta foto.

Se esses perigos todos podem ser uma realidade inquestionável por aqui, e acontecer-nos um tiro ao virar de uma esquina, o mesmo pode acontecer em qualquer outro pais deste mundo, Portugal incluído.

Basta ler o CRIME ou o CORREIO DA MANHÃ .

É tudo uma questão de “sorte”, essa dimensão incontrolável como o “tempo”, ou de estarmos no local errado no momento errado, o que vem a dar no mesmo.

E depois também, a todos nós, “desligam a luz” um dia sem pré-aviso, e a muitos, de forma bem pior do que levar um tiro.

Volto ao “Mas”

Porque, há uma enorme diferença entre isso acontecer no final de mais um dia “vazio”, em que nada de novo vimos, aprendemos, nos deu qualquer prazer ou nos fez rir, pelo menos uma vez, ou acontecer depois de um dia que nos preencheu, nos deixou algo mais “dentro”, nos deu esse “algum prazer”, ou muito mesmo.

E foi o que senti, após, já no final de noite, ter encontrado quando menos o esperava um extraordinário grupo, misto de mexicanos e brasileiros, cantando e dançando ruas fora, acompanhados por uma multidão que se foi juntando à festa.

Meter-me pelo meio e conseguir chegar ao sítio certo para fotografar não foi exactamente a “coisa fácil”. Mas são os ossos do ofício.

Senti que o MST tinha dito a frase certa, que eu mesmo a poderia ter dito já em vários momentos, e a rir.

Portanto, isto não é de forma alguma uma reflexão pessimista.

Apenas um pensar pessoal sobre o que considero quanto a valer a pena viver o tal “risco” fora do conforto do sofá, na espera do “nada”, ou deixando os medos tomarem conta de nós, ou … saltar fora desse conforto, e ver o mundo.

E agora tenho mais uma “carrada” de fotografias para lixo, a esperança de que algumas não o sejam e tenham valido o esforço e o cansaço e, … amanhã é um novo dia.

Se acordar, óptimo!…

_JMP5579 - Version 2

_JMP4598 - Version 2_JMP5613 - Version 2_JMP5595 - Version 2_JMP5629 - Version 2_JMP5734 - Version 2_JMP5638 - Version 2_JMP6086 - Version 2_JMP5842 - Version 2_JMP5993 - Version 2

5 thoughts on “To Be or Not!…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s