Um “Negócio da China” no México!…

Featured

Lá para trás, noutros “posts”, falei de imaginação, de tirar partido do pouco quando não se tem muito.

Uma das minhas primeiras impressões, ao começar a despertar e viver os dias por aqui, liga-se exactamente com isso.

Delas ficará sempre a ideia de um movimento constante, de um aproveitar a coisa mais simples, e às vezes menos óbvia para nós europeus, para fazer dinheiro. Da forma como publicitam tudo isso sem que a estética seja preocupação.

A mensagem a passar é a prioridade. Continue reading

O “Efeito Bang Bang”

Featured

Do filme "The Bang Bang Club"

Do filme “The Bang Bang Club”

Não sei porquê mas, desde que me recordo, que associo coisas em pensamento, ideias, números, títulos para hipotéticos livros, da forma mais inesperada ou disparatada. Não sou caso único obviamente.

Este “post” é apenas mais uma consequência desse lado do “eu”.

Começa com a primeira foto dos putos, comigo, em Paris 1972.

Quando a publico pela primeira vez no “Facebook” pedem-me para contar a história.

Tempos depois vejo o filme “The Bang Bang Club”, uma história de fotógrafos de guerra. Continue reading

To Be or Not!…

Featured

Noite de 26/07/2014

Um tipo anda na rua, sózinho, caminha, vê e … pensa.

Hoje regressava a casa, depois de jantar, já com muitos quilómetros de caminhada em cima, o que nesta cidade é fácil sem nos darmos quase conta.

Tinha uma sessão de fotos de uma tarde inteira em cima para a série “As Fotógrafas”, daquelas de que toda a malta pensa que é a “santa vida do fotografo” e se fazem sem “suar”, e acumulara mais umas dezenas de imagens no percurso, porque os motivos para elas sobejam.

Na minha rua, já deserta, vem-me de repente à ideia esta fotografia de uma capa da SÁBADO, que tinha feito para os meus “diários”, não sei exactamente quando.

A frase do Miguel Sousa Tavares que servia de título “falou” comigo na altura e registei a imagem.

E hoje, com o dia a terminar, apeteceu-me escrever sobre ela. Continue reading

As “Contas Furadas” da “Pedra Furada”…

Featured

Estou no México, mas Portugal continua a “rodar” por aqui, dentro de mim

Desde há muito que, nos regressos a Portugal, de uma qualquer viagem, em particular de avião, e que começava a aproximação para a aterragem, que me ocorria pensar vendo a extraordinária paisagem em dia limpo: – Isto é de facto um fabuloso sítio para “construir um pais” mas… é preciso fazê-lo!…  Mantenho a ideia quanto mais viagens se vão acumulando.

Mantenho-a pelo sentir pelo sentir do “desaproveitamento” dos muitos recursos que temos e em que apenas imaginação, vontade, e orgulho em preservar e tirar proveitos, fazendo pagar o que o vale, bastariam para mudar muita coisa, em concreto a nossa débil economia em carência urgente dessa tal “imaginação”.

Viajar é também isto, ver o que os outros fazem bem, comparar, aprender o bom, e adaptar o possível no que é nosso. Continue reading

Fotografar no México_Fotografar o México

Featured

_JMP6819 - Version 2

Uma espécie de introspecção de um fotógrafo.

Uma espécie de de conselhos ou sugestões aos viajantes com a “doença” da fotografia que vêm para este, ou outro canto do mundo, sempre com uma máquina fotográfica como companhia.

Cheguei ao México a 15/12/2013.

No último ano passado em Portugal, quase nada fotografara, ou muito pouco.

O que possuo de material desse ano são sobretudo imagens feitas com o telemóvel que vão contando o tempo e os lugares.
Imagens para o meu “diário fotográfico”. Notas.
Muitas sem preocupações estéticas. Apenas registos do que ia passando, acontecendo.

Tornei-me, e continuo, um apaixonado dessa ferramenta de notas, um “Moleskine” do fotógrafo.

Mas, pegar na “câmara pesada” tornara-se difícil. Faltavam estímulos. O velho “vício” hibernara.

De repente, um “de repente” longo como são alguns, estava no México. Continue reading